Janete Fernandes

Artista Plástica

Sobre a Exposição de 2005 no Sesc 14 de março de 2015

Janete Fernandes expôs no Sesc da Esquina a mostra O Silêncio da Imagem interagindo com o evento O Silêncio dos Intelectuais, ciclo de conferências promovido por Adauto Novaes. Apresentou esculturas produzidas pela artista nas décadas de 70 e 80, da série pré-socrática”.
Janete Fernandes ofereceu ao público a oportunidade para vê-las ou revê-las, inclusive aos deficientes visuais. Na galeria de arte no 2º andar, local da mostra do conjunto da obra, havia a seguinte informação: “É permitido tocar”. Os textos e a descrição das obras em Braille permitiram aos deficientes “sentir” as formas das esculturas em gesso, resina/mármore e alumínio.

O inusitado nesse evento foi à intervenção artística com a performance realizada no teatro, local das conferências do Silêncio dos Intelectuais. Ártemis – Deusa da Caça, escultura de 1980 – saiu da galeria de arte e se apresentou no palco, em dias pré-determinados. O público que participou da palestra, foi subitamente surpreendido com o som da guitarra de Paco de Lucia e a “aparição’ da Ártemis. Estrategicamente iluminada, ela deslizou suavemente, quase levitando por dois minutos, diante dos espectadores. Calada, silenciosa, a Deusa da Caça , “olhou” o público e permitiu um “diálogo”, propiciando um momento único.

 

Apesar da aparente simplicidade como foi realizada a performance, foram necessárias muitas horas de trabalho para acertar todos os detalhes do movimento, ritmo e iluminação da escultura no palco, envolvendo toda uma equipe de técnicos do Sesc, sob a direção da artista Janete Fernandes.

O resultado foi extraordinário: uma obra de arte “atuou” como personagem no teatro. A diretora do Sesc da Esquina, Celise Niero, acreditou e apoiou a realização desse projeto, sinalizando que esta instituição possibilitará atuações inéditas, testando e inovando em Artes Plásticas, sempre com apuro técnico, garantindo assim, alto nível nos empreendimentos culturais.

A exposição pode ser visitada no período de 10 a 31 de outubro de 2005.

Yatil Uehara